MOSAP comemora 25 anos de atuação

No dia 21 de março, os servidores públicos aposentados brasileiros tiveram diversos motivos para comemorar. Nesta data festiva, o Instituto MOSAP completou 25 anos de luta. Por coincidência ou obra divina, neste dia histórico foi protocolada a CPI da Previdência Social, respaldada por assinaturas de 63 senadores.

Ainda neste mesmo dia o presidente da República, Michel Temer, anunciou a exclusão dos servidores públicos municipais e estaduais da reforma previdenciária. Trata-se de uma manobra questionável do ponto de vista jurídico, porém, demonstra que a forte pressão dos servidores tem causado grande preocupação e aborrecimentos ao governo.

Liderado em Brasília pelo experiente presidente Edison Guilherme Haubert, o MOSAP possui cerca de 600 entidades e sindicatos filiados espalhados por todo o território nacional. As ações administrativas e reivindicatórias do Instituto são tomadas de forma democrática, com participação de toda à diretoria e conselheiros. Foi através da iniciativa da diretoria que nasceu a inspiração para a constituição do UNA-SE (Movimento Unificado dos Idosos, Aposentados e Pensionistas do Serviço Público e INSS).

Em curto espaço de tempo, diversos protestos, reuniões e assembleias foram promovidos pelo órgão, destacando-se a grandiosa manifestação realizada em 13 de fevereiro deste ano na Esplanada dos Ministérios, iniciada com missa na Catedral de Brasília e culminando com a chegada ao Congresso Nacional. Graças ao UNA-SE, o enfrentamento contra a reforma previdenciária foi intensificado e cada vez mais ações políticas coordenadas ocorrem com propósito de aglutinar mais entidades e orientar a sociedade civil.

Fundado em 21 de março de 1992, o MOSAP passou por significativas transformações e evoluções na área de comunicação, adequando-se a modernidade. Atualmente, o Instituto possui um Site com significativo número de acessos diários e também veicula uma gama de notícias nas redes sociais, principalmente no Facebook.

A diretoria do MOSAP comemora os avanços alcançados nos últimos 25 anos, mas está ciente que ainda há muito que fazer para melhorar a qualidade de vida dos servidores públicos brasileiros, seja na esfera municipal, estadual, federal e do Distrito Federal.